Gestão de TI: 5 erros mais comuns e como solucioná-los


Em se tratando de Gestão de T.I, sabemos que há uma série de desafios a serem tratados. Sobretudo, para uma área tão fundamental para qualquer empresa. A propósito, que norteia o funcionamento da mesma. Por isso, em meio ao dinamismo do dia a dia, certas coisas acabam passando batidas. Principalmente, quando, por equipe enxuta, a gestão muitas vezes acaba precisando ser bastante operacional. Ou seja, há certos erros bem comuns que são cometidos neste tipo de gestão. Ao longo do artigo traremos alguns deles e explicaremos como solucioná-los.



Gestão de T.I: erros bem comuns na rotina das empresas



Dada a contextualização, compreendemos que certos erros têm sido cada vez mais comuns na Gestão de T.I. Por isso, hoje trazemos uma lista com 5 desses erros que acontecem bastante.



1 – Não ter um plano estruturado de segurança


Uma das situações mais comuns hoje em dia é a gestão que acaba sendo altamente operacional. E, muitas vezes, mais reativa.


Quer dizer, em vez de haver protocolos e estratégias para te antecipar a possíveis falhas e crises, tudo é resolvido de última hora. Daí, o nível de estresse e tensão podem ficar altamente elevados.


Sendo assim, é fundamental que o processo administrativo contenha as seguintes preocupações:


  • Ter políticas claras de segurança e exigir o seu cumprimento;

  • Aquisição de ferramentas que permitam automação na fiscalização;

  • Estruturação destas ferramentas para tornar os processos mais seguros;

  • Tornar a política de proteção de dados efetiva e preventiva.

Portanto, deixar para pensar em segurança somente após um incidente é uma má ideia.




2 – Não investir na renovação da estrutura de software e hardware


Sabemos bem o quanto os softwares e hardwares estão cada vez mais fluídos em sua atualização. Naturalmente, nem sempre as companhias conseguem acompanhar o ritmo das necessidades. Entretanto, para que os gestores não percam oportunidades com possíveis fornecedores, é muito importante ter planejamento. Planejamento este que começa já pelo item anterior, que diz respeito a um plano consistente de segurança. Por isso, a partir daí, fica muito mais fácil traçar metas e saber as melhores ferramentas para alcançá-las.



3 – Não investir no treinamento da equipe


Além de uma equipe bem treinada, é fundamental que a mesma receba constantes atualizações. Inclusive, um desenvolvimento maior dos conhecimentos específicos dos negócios em questão.


Investir em workshops, eventos de T.I, entre outros, é sempre muito bem-vindo para além de um treinamento completo.



4 – Não acompanhar feedbacks de usuários


Além de uma equipe afiada, é sempre importante dar atenção às interações dos usuários com o sistema. O que eles têm dito a respeito?


Ter um canal de comunicação com os colaboradores da empresa é uma prova demonstração afiada de boa gestão de T.I.



5 – Ser muito operacional


Às vezes, por conta de uma equipe de T.I mais enxuta, tudo acaba sendo muito operacional. Logo, é um erro perigoso negligenciar a parte estratégica e tática dos processos.


Como solucionar estes problemas na Gestão de T.I


Como dissemos ao longo do artigo, com uma rotina tão corrida e uma equipe, às vezes, enxuta, surgem gargalos.


Por isso, a solução é contar com a ajuda de uma consultoria afiada e antenada com a realidade do mercado de T.I.


Precisa desta consultoria na sua gestão de TI? Vem falar com nosso Time!



#gestaodeti #DTiBlog #tecnologia #diferencialti